• Mariane Lima

Conheça bem os seus personagens

Se você já é aluno da Quadro Amarelo, sabe que segundo o professor Assis Brasil, as histórias se criam a partir dos personagens, quando a questão essencial da personagem central entra em confronto com a realidade, gerando conflitos. Logo, nada mais importante do que conhecer bem os seus personagens antes de começar a escrever.


Já postamos no Instagram, uma série de perguntas para ver se você conhece bem os seus personagens, mas hoje, vamos fazer uma lista de tópicos para facilitar mais o trabalho de conhecer os seus personagens. Lembrando que são sugestões de perguntas para você responder, focando naquilo que o seu personagem tem de diferente dos outros, naquilo que torna a história dele digna de ser contada.


Então, preparados? Pega papel e caneta, ou abre um aplicativo de texto ai do seu computador ou celular e vamos lá.


O básico: todas aquelas perguntas que você faz, ou coisas que você repara, quando está conhecendo uma pessoa nova.


Nome? Idade? Características físicas? O personagem é alto ou baixo; gordo ou magro? Qual a cor dos olhos, do cabelo, da pele? Está em um relacionamento? Qual sua orientação sexual? Situação socioeconômica? Qual seu grau de escolaridade? É extrovertido ou introvertido? Brincalhão ou sério?


Passado: tudo o que aconteceu antes do início da história, que for relevante.

Onde nasceu? Como foi a infância do personagem? Quem são os pais dele? Como era a família dele, rica ou pobre, alegre ou triste? Os pais eram participativos na infância? Tem irmãos? Tem algum trauma de infância ou evento marcante dessa época? E seu passado recente (se for mais velho), alguma mudança ou evento importante que antecede os acontecimentos da história? Qual era seu sonho de infância, o que ele queria ser quando crescesse?


Presente: a situação do personagem no início da história.

Onde mora? Com quem? Como é o lugar em que mora? Bonito ou feio? Em um bairro mais rico ou mais pobre? Está trabalhando? Com o quê? Os pais estão vivos? Tem família, é casado, tem filhos? Como se relaciona com a cidade e o país onde mora? Como está a saúde do personagem? Tem hábitos saudáveis? Ele é quem ele queria ser quando crescesse?

Como os outros o vêem?


Emocional: Como está seu estado emocional no início da história?


Está feliz ou triste? Ele gosta do trabalho? Dos colegas de trabalho? Ele gosta da casa? Dos filhos? Da esposa ou marido? Tem algum conflito com amigos ou família? Como ele se relacionado com as pessoas próximas a ele? Ou ele não tem ninguém?O que incomoda este personagem? Qual o maior problema desse personagem no início da história? O que deixa o personagem feliz? Tem algum vício?


Gostos: para descrever hábitos hobbies e outros gostos relevantes para a história.


Que tipo de música ele ouve? Gosta de ler? Ficção ou não ficção? Gosta de assistir blockbusters, filmes cults ou só assiste cinema europeu? Ou ainda nem gosta de cinema? O que seu personagem gosta de fazer no seu tempo livre? Ele diverte mais em grandes grupos ou gosta de estar sozinho, com poucos amigos? Gosta de esportes? Quais? Ou mesmo que não goste, pratica algum? Que outras atividades ele faz?


Objetivos: o que o personagem vai buscar ao longo da história.

Qual o maior maior desejo desse personagem no início da história? Ele vai tentar realizar esse desejo? Vai conseguir? Vai se frustar? Alguém vai aparecer para ajudar? Para atrapalhar? A situação do lugar onde ele mora está favorável para ele?


Quer aprender a criar personagens humanos com os quais o seu leitor vai se identificar? Faça o curso de escrita criativa da Quadro Amarelo e aprenda com professores com ampla experiência em escrita criativa, mais de 13h online. Saiba mais.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Espaço e descrição

Pensamos nos personagens, nas suas questões essenciais, no conflito, no narrador, mas e o espaço onde as ações se desenvolvem? O espaço assim como os outros elementos citados é parte da narrativa e de

Personagens reais e imaginárias

Você já olhou para alguém na fila do supermercado, na sala de espera de um médico ou até no trânsito e pensou “essa pessoa daria uma boa personagem?”. Acho que é comum para nós, criativos, estarmos se

Uma palavra de cada vez

Você já parou para pensar sobre o seu processo de escrita? Como as ideias fluem? Quando você está decidido, senta na frente do computador e começa a escrever, como as ideias passam da sua cabeça para